Sintomas de uma vida desalinhada

Tempo de leitura: 5 minutos

Na correria do dia a dia, muitas vezes não conseguimos deter um olhar sincero sobre nós mesmos, e afinal, questionar como estamos nos sentindo dentro da nossa própria pele. O ruído de fora é tão grande que não conseguimos parar para ouvir a nós mesmos, e nesse cenário, vários são os métodos que têm ficado famosos por conseguir, mesmo que por alguns instantes, nos devolver à nossa própria consciência: meditação, mindfulness, retiros, palestras e treinamentos imersivos são alguns exemplos.É importante que cada um de nós consiga se perceber, porque nosso corpo e mente nos dão indícios claros de quando algo vai ou não vai bem, mas nós, seres humanos falhos que somos, muitas vezes não percebemos ou fingimos não perceber esses sinais.

Quando estamos levando uma vida desalinhada e sem propósito, quando deixamos algum problema nos dominar ou quando colocamos um peso excessivo em alguma área de nossa vida, em detrimento das outras, apresentamos alguns sintomas, olhar com atenção para eles pode até ser um pouco doloroso, mas é a única forma de detectar e curar o problema.

Saúde fraca

Nosso corpo é nosso veículo para viver, sentir e experimentar cada pedacinho dessa existência. Podemos dizer que o corpo anima a mente, da mesma forma como a mente anima o corpo, e um bom raciocínio e bons sentimentos, passam, necessariamente, por um corpo saudável. Quando digo “corpo saudável”, não me refiro a um “corpo socialmente aceito”, mas a um corpo disposto, que te permita ser o melhor que você pode ser.

Quando nos sentimos indispostos, temos alguma dor frequente ou doenças recorrentes, precisamos ligar o sinal de alerta, pois isso provavelmente significa que estamos levando uma vida desalinhada. Sentimentos também se somatizam e geram doenças, portanto, lembre-se que o seu corpo apenas reflete suas aspirações, pensamentos e sentimentos. Dessa forma, passe a enxergá-lo como a manifestação física de tudo o que você é e se comprometa a cuidar melhor dele.

Como anda a sua alimentação? Você bebe a quantidade de água adequada todos os dias? Pratica atividade física? Faz seus exames periódicos anualmente? Dorme o suficiente? Tem bebido demais? Respeita seu corpo quando ele pede mais calor, frio ou descanso? Como você se sente estando dentro da sua pele? As repostas a essas perguntas podem dizer muito sobre como está a sua vida no momento.

Desânimo frequente


Todos nós temos momentos de alta e baixa de energia ao longo do dia, da semana ou do mês, isso é perfeitamente normal. Acendemos o sinal de alerta quando esse desânimo começa a ser muito frequente e a alterar áreas da vida que antes não eram motivo de preocupação. Lembre-se que as piores depressões começam com uma tristezinha aqui, outra ali, a pessoa não dá muita importância e continua suportando aqueles sentimentos até que eles crescem de forma desproporcional e acabam se transformando em uma patologia.

Se todos os dias você acorda triste, pare para se perguntar o porquê. Pode ser que você esteja enfrentando um problema difícil, e nesse caso precise apenas dar tempo ao tempo, mas mesmo assim procure formas de se manter animado. Lembre-se que você tem o direito de ser feliz, independente do que tenha te acontecido.

Desânimo também é um forte indício de que você precisa de mudanças. Está desanimado com um trabalho entediante, um relacionamento frustrado ou um grupo de amigos ultrapassado? Experimente mudar! Comece aos poucos, mas faça alguma coisa por você HOJE.

Crítica excessiva aos outros


Como dizem os especialistas em psicologia, o que mais nos irrita nos outros, muitas vezes são características que temos em nós mesmos, mas muitas vezes não conseguimos enxergar. Quando reparamos demais nos outros, e as atitudes das pessoas nos incomodam em demasia, isso pode ser um sinal de que nossa vida está desalinhada. Quando acreditamos que as pessoas dizem as coisas apenas para nos magoar e nos sentimos vítimas o tempo todo, isso é um claro sinal de desequilíbrio.

Tente perceber que cada um de nós tem uma visão de mundo, um corpo, uma família, vida e experiências diferentes. Respeitar a forma como o outro escolhe pensar e viver a sua vida é fundamental, assim como também temos o direito de viver as nossas próprias vidas e fazer as nossas próprias escolhas. Quando estamos criticando demais os outros, isso pode ser sinal de que ao invés de direcionar nossa energia criadora para nós mesmos, estamos focando demais no externo. Redirecione sua energia para si mesmo, viva e deixe viver.

Agressividade

Que pode ter como alvo as pessoas ao seu redor, seus pais, marido ou esposa, filhos, amigos, ou até mesmo os objetos da sua casa. Tratar suas coisas com agressividade, sinaliza que você sente raiva de algo e está descontando no ambiente, tratar as pessoas com raiva, pode significar que você está magoado com elas por algum motivo. Desvendar a fonte desses sentimentos é essencial para que você volte ao equilíbrio, lembre-se que você é o único responsável por tratar seu mundo com carinho e respeito, portanto, pratique a auto responsabilidade e pare de se autossabotar e de maltratar o seu entorno.

Alinhe-se


Identificou-se com um ou mais sintomas dessa lista? Sinal amarelo aceso! É hora de se cuidar e se alinhar melhor.

Lembre-se que a vida é um todo indivisível, do qual fazem parte várias áreas: emocional, profissional, familiar, financeiro, relacionamentos, vida social, etc. Olhar para aquilo que nos incomoda não é agradável, mas é essencial para que possamos descobrir a fonte da dor e aplicar o tratamento correto.

Uma vida equilibrada é uma escolha diária, portanto, viva melhor e dê a si mesmo a oportunidade de se transformar, dia após dia, e conte comigo para te orientar nessa jornada 😉

Grande Abraço,

Lucas Calônego

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *