Como Utilizar as Redes Sociais de Forma Produtiva

Tempo de leitura: 5 minutos

 

Instagram, Facebook, WhatsApp, Pinterest, Twitter, Tinder, LinkedIn…existem redes sociais para todos os gostos e todas as finalidades possíveis, e em meio a tantas informações, fica difícil manter o foco.

 

Aqueles 5 minutos respondendo uma mensagem, 10 minutos escolhendo a melhor foto para um post, instantes gravando stories. Afinal, será que as redes sociais nos ajudam ou nos atrapalham?

 

Eu digo a você: depende. A ferramenta é boa, ruim é o uso que muitas vezes fazemos dela.

 

Ladras da nossa atenção

As redes sociais surgiram com uma finalidade fantástica: facilitar a comunicação e unir as pessoas, mas com o tempo, o mundo virtual se tornou praticamente um universo paralelo. Achamos que estar fora das redes é não existir, por isso passamos horas (sim, horas!) do nosso dia no WhatsApp ou no Instagram, por exemplo.

O paradoxo é que a vida real acontece aqui fora, e muitas vezes nos distraímos com piadinhas em grupos de WhatsApp, e deixamos de fazer o que realmente precisamos para ter uma verdadeira vida: estudar, trabalhar, dar atenção a quem amamos. As redes sociais acabam tomando nossa atenção, e nos tornando menos produtivos e mais ansiosos. Mas Lucas, qual é a solução para isso?

 

 

Você usa as redes sociais, elas não usam você

 

Parece simples, mas na prática é muito difícil. Você usa as redes sociais quando quiser, mas não se torna escravo delas. Posta uma foto quando quiser, mas não se sente obrigado a postá-la só porque está viajando ou passeando em um lugar diferente.

 

Todos nós estamos vivendo entre a vida real e a vida virtual, há inúmeras discussões sobre o quanto isso tem nos afetado e nos causado ansiedade. Discussões éticas e morais à parte, acredito que cada um de nós pode refletir sobre o uso da ferramenta, e a melhor forma de utilizá-la: algumas pessoas são mais dispersas, e preferem utilizar as redes sociais com menos frequência, outras adoram compartilhar tudo o que vivem com os amigos e a família. Meu papel aqui é te ajudar a identificar o seu perfil e a viver em paz com o tablet e o celular. Vamos começar?

 

Identifique seu perfil

Quantas redes sociais você tem? Quantas horas por dia passa em cada uma delas? como se sente cada vez que interage nessas redes? Se sente obrigado a responder as mensagens na hora, ou porque está aparecendo online? Fica esperando que muitas pessoas curtam ou comentem as suas postagens? Se sente ansioso ou feliz com isso?

Em tudo o que fazemos na vida, precisamos olhar para nós mesmos, e parar para observar como nos sentimos com aquilo. Não é porque seu irmão adora viver conectado ou porque seu primo excluiu o Facebook, que você deve fazer o mesmo. Procure pensar, de forma honesta, de quais redes sociais você realmente deseja participar, e quais são os seus reais objetivos em estar ali.

 

 

Evite conversas desnecessárias

Aqueles minutos perdidos compartilhando memes, aquela conversa sem propósito com um amigo totalmente aleatório do Facebook, aquele tempo de indecisão sobre qual filtro aplicar em uma foto para postar no Instagram. Todos esses ladrões de tempo não existiam na época dos nossos pais e dos nossos avós, e sabe o que acontecia? Eles utilizavam melhor seu tempo e eram menos ansiosos: liam um livro, um jornal, assistiam um filme, tinham a mente mais clara e presente àquilo que estavam fazendo. Em contrapartida, pagavam fortunas por uma ligação de longa distância, e não tinham telefone para desmarcar um encontro em cima da hora.

 

O que quero dizer com isso é que a sociedade mudou, as formas de comunicação mudaram e nós precisamos seguir essa mudança, de forma a tirar o melhor proveito das tecnologias que temos à disposição hoje em dia. Portanto: se policie. Não há nada de mau em conversar aleatoriamente com um quase desconhecido pelo Facebook, mas, para fazer isso, você está atrasando um relatório? Deixando de se comunicar, cara a cara, com quem está no mesmo ambiente que você? Comprometendo o resultado de uma prova ou deixando de fazer alguma tarefa importante?

Estabelecer prioridades é essencial, e para conseguir aquilo que queremos, muitas vezes precisamos abrir mão de todo o resto, isso é viver. E com as redes sociais não seria diferente.

 

Não se sinta obrigado a nada

 

As redes sociais podem ser maravilhosas: unem pessoas que não se vêem há anos, ajudam profissionais a conseguirem ótimos empregos, formam casais, aproximam amigos e familiares que estão em lados opostos do mundo. Mas ninguém é obrigado a interagir ou a deixar de interagir, portanto, não se sinta coagido.

O lado negro das redes é muito discutido, só se posta aquilo que é bom, a vida perfeita, o melhor emprego, o melhor carro, e, ao melhor estilo Black Mirror, isso nem sempre é verdadeiro. Portanto, use as redes de acordo com a SUA vontade, sinta-se à vontade para expor o que quiser, mas também para resguardar sua privacidade quando julgar necessário.

 

Algumas dicas práticas

 

  • Entre nas redes sociais quando tiver tempo disponível para estar ali por inteiro
  • Evite procrastinar tarefas como estudo e trabalho para olhar as notificações do celular
  • Contabilize quanto tempo tem gastado nas redes, e analise se é necessário reduzir esse tempo, em prol de alguma outra tarefa
  • Lembre-se que a vida não é perfeita, só parece ser nas redes sociais
  • A rede social é uma continuação do mundo real, portanto, respeite para ser respeitado
  • Não cobre ou exija que os amigos te respondam na hora, todos temos prioridades e tarefas a cumprir

 

O Método 3Ms pode te ajudar a administrar melhor o seu tempo e a conseguir realizar todas as suas tarefas dentro do prazo. Acompanhe nosso Instagram e Facebook e fique por dentro da nossa programação de cursos e palestras para alta performance.

 

Grande abraço,

Lucas Calônego.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *