A Mente Que Te Trouxe Até Aqui Não Te Levará para o Próximo Nível

Tempo de leitura: 5 minutos

Nesse artigo você vai aprender:

 

– Por que para ter uma vida diferente, precisamos construir uma mente diferente;

– Por que não é eficaz culpar problemas familiares pelo estado da sua vida hoje;

– Como você pode mudar seu mindset trabalhando um pouco a cada dia, e assim gerar grandes resultados a médio e longo prazo.

 

Parece lógico, mas muitas vezes demoramos anos para compreender uma verdade muito interessante sobre a vida e sobre os seres humanos: pessoas pensam e sentem coisas diferentes, de formas diferentes, e isso as leva a agir de formas diferentes e a ter vidas diferentes.

 

Essa afirmativa parece ser incrivelmente óbvia, mas, analisando a fundo essa verdade, podemos começar a entender algumas coisas sobre nós mesmos e sobre as frustrações que temos na vida.

Woman Sitting on Chair While Reading

O ser humano tem o hábito de se comparar ao outro, e isso geralmente é negativo, visto que cada pessoa é única, e nos cabe apenas viver as nossas próprias vidas, e não a vida do outro. Mesmo assim, quando nos comparamos a alguém, geralmente focamos no efeito e não na causa. Por exemplo:

 

“Fulano tem um carro zero, eu não”.

“Beltrano tem um alto cargo em uma multinacional, eu não”.

“Aquela moça conseguiu se recuperar tão rápido da separação, já está namorando de novo! Enquanto isso, eu ainda amargo os efeitos do divórcio”.

 

Como você pode ver, o foco é sempre no efeito: o carro, o cargo, a recuperação do divórcio. Mas nesse momento, nos cabe perguntar: por que essa pessoa tem essa determinada coisa? Que sentimentos, pensamentos ou atitudes a levaram a essa conquista, seja ela um bem material ou um estado de ânimo?

 

 

O segredo está no mindset

Resultado de imagem para mindset

Mindset é uma palavra em inglês que podemos traduzir como mentalidade ou atitude mental.

 

Imagine que duas mulheres da mesma idade se divorciam no mesmo dia, após cinco anos de casamento. Uma delas tem os pais separados, viu a mãe superar um divórcio e acredita que pode conduzir sua vida de forma autônoma, de modo a superar a separação, assim como sua mãe fez há anos atrás.  Após o divórcio, ela retoma as velhas amizades, começa a se dedicar a um hobby, faz terapia e passa a cultivar pensamentos positivos, de auto amor e autocompaixão.

 

A outra mulher nunca presenciou um divórcio na família, e se casou acreditando que seria para sempre. Inconformada com a separação, não aceita a nova condição de vida, se recusa a ter vida social e a sair com seus amigos, escuta músicas tristes e revê as fotos do casamento com frequência, se perguntando o motivo de ter tido tanto azar no amor.

 

Três anos se passam, a mulher 1 está em um novo relacionamento, após ter viajado, se divertido e conhecido muitas pessoas, enquanto a mulher 2 ainda está depressiva e não consegue se desvincular do casamento que acabou há anos atrás. Nesse contexto, se a mulher 2 se deparar com a história da mulher 1, com certeza dirá: “Ela conseguiu superar e eu não. Por quê?”

 

MINDSET!

 

Cada uma delas tem uma história de vida diferente e uma maneira diversa de agir em uma mesma situação, e é isso que vai definir o desfecho da história de cada uma.

 

Você pode mudar a sua história

Free stock photo of sunset, man, person, silhouette

Sei que você pode estar brigando com um mesmo problema há anos, sem conseguir encontrar uma solução para essa situação, e o motivo dessa angústia pode ser a necessidade de uma mudança mais profunda, uma mudança de mentalidade.

 

Você pode não estar conseguindo resolver esse problema, mas como outra pessoa o resolveria? Muitas vezes, para desenrolar situações e levar uma vida mais gratificante, precisamos transmutar o nosso ser, e nos tornarmos uma pessoa nova, aquela que vai nos levar rumo à vida que sonhamos viver.

 

Você não precisa brigar com quem você é hoje. Agradeça. Reconheça seus pontos fortes e seus defeitos de caráter, depois comece a trabalhar na mudança daquilo que já não lhe serve mais.

 

Mude, mesmo que seja desconfortável

 

Usando nosso exemplo do divórcio, para a mulher 2 pode ser difícil acreditar que a vida ainda pode ser boa após um divórcio, ela pode usar a história de sua família como muleta para passar o resto da vida se lamentando, mas a única e exclusiva interessada na melhora de sua vida é ela mesma. Portanto, cabe a ela buscar ajuda e ressignificar os acontecimentos de sua vida, visando uma existência mais feliz.

 

O conselho que costumo dar aos meus clientes é: TENTE. Tente um pensamento positivo, um agradecimento, um hábito novo, uma roupa diferente. Comece por pequenas coisas, pois são os pequenos hábitos que, com o tempo, constroem os grandes.

Woman in Formal Coats Sitting in Front of Table

Aviso: vai ser desconfortável. Em alguns momentos pode até mesmo parecer que é a coisa errada a ser feita, e o motivo é simples: todo comportamento novo gera um estranhamento, que pode facilmente ser confundido com um mau pressentimento ou um ímpeto de parar e voltar aos velhos hábitos.

 

Resista ao seu impulso de fazer sempre o mesmo e se abra ao novo, não confunda medo com conforto ou com intuição. Lembre-se que a mente que te trouxe até aqui não te levará ao próximo nível, e apenas com trabalho diário e determinação, você poderá transformar a sua mente na sua maior aliada.

 

No meu canal no YouTube, Facebook e Instagram posto diariamente informações sobre desenvolvimento pessoal, bem-estar emocional e qualidade de vida. Clique nos links abaixo… Te espero lá!

Resultado de imagem para youtube logo         Resultado de imagem para instagram logo        Resultado de imagem para facebook logo

Lucas Calônego

CEO da 3Ms Corporation e criador do Método 3Ms (Meta, Método e Mentalidade), um método de desenvolvimento pessoal simples e prático que está se expandindo para todo o Brasil neste exato momento.

Master Coach e Treinador Pessoal contratado por empreendedores do mundo artístico, como atores da Rede Globo de Televisão e cantores do mundo sertanejo com grande renome nacional para o aumento de sua performance pessoal e profissional sem perder equilíbrio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *